sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Verdadeiro e genuíno



Quando se pensa que demos um passo em frente, vem o coração e diz:

"aahahah!! Querias... Olha o tem passado, olha o que construíste, olha o que fazias e o quanto isso te fazia feliz. Feliz com pouco sabes? Lembraste do milka? E da lua? Dos planos de viagens que queriam fazer? Dos acampamentos? dos filmes? E as músicas? E o gosto pelo cinema e filmes e séries? Achas mesmo que isso se apaga assim? Ó minha filha, isto que tiveste e construíste chama-se cumplicidade, amor entre pessoas que se completam e isso... isso é verdadeiro. E como bem sabes o que é verdadeiro nunca se vai. Tiveste piada... Esquece é a ideia de seguires em frente e esqueceres. O amor verdadeiro, aquele que dói e dá saudades, é para sempre. E sabes? Até podia dizer que lamento. Mas não lamento, porque dói, mas é verdadeiro e ainda te vai fazer muito feliz e nunca se vai apagar. Continua a olhar para a lua..."







Sem comentários:

Enviar um comentário

Cacatuquem praí :)